Dor persistente no estômago: Causas, Sintomas e Tratamentos

Agende sua consulta

Agende sua consulta, preenchendo o formulário abaixo. Retornaremos o mais breve possível.

Dor persistente no estômago Causas, Sintomas e Tratamentos

A dor persistente no estômago é uma condição muito comum que afeta muitas pessoas, mas você sabe quais são as causas ou ainda possíveis tratamentos?

A verdade é que esse problema pode surgir devido a uma série de condições médicas, desde problemas simples como indigestão até doenças graves como câncer, por exemplo.

Em muitos casos, consultar um gastroenterologista pode ser essencial para obter um diagnóstico preciso e orientações sobre o tratamento adequado.

Então, se você quer entender um pouco melhor sobre dor persistente no estômago, é só continuar neste artigo que iremos falar sobre os principais detalhes desse assunto. Sem mais delongas, vamos ao que importa!

O que é dor persistente no estômago?

O que é dor persistente no estômago
O que é dor persistente no estômago

Em suma, a dor persistente no estômago é uma dor que ocorre na região abdominal superior, que se estende desde o peito até o umbigo.

Essa dor pode ser aguda ou crônica, sendo que também pode acompanhar vários outros sintomas, como constipação, vômito, diarreia etc.

Quais são as possíveis causas da dor persistente no estômago?

Existem muitas causas diferentes de dor persistente no estômago. Mas dentre todas elas, podemos mencionar a seguintes:

Úlcera péptica

A úlcera péptica é uma ferida aberta que se desenvolve na mucosa do estômago ou do duodeno. Essa ferida pode causar dor persistente no estômago, especialmente depois de comer ou durante a noite.

Refluxo gastroesofágico (DRGE)

O refluxo gastroesofágico ocorre quando o conteúdo do estômago volta para o esôfago. Isso pode causar dor persistente no estômago, bem como azia, regurgitação e mau hálito.

Gastrite

A gastrite é uma inflamação da mucosa do estômago, mas a sua causa também é bastante relativa, já que pode ser em decorrência do estresse, infecções, álcool ou até medicamentos.

A dor persistente no estômago é um dos principais sintomas da gastrite, mas o paciente ainda pode experimentar outros sintomas.

Pancreatite

Em relação à pancreatite, trata-se de uma inflamação do pâncreas que pode causar dor persistente no estômago, bem como dor nas costas, náusea e vômito.

Câncer de estômago

O câncer de estômago é uma forma grave de câncer que pode causar dor persistente no estômago, bem como perda de peso, fadiga e indigestão.

Esse é um problema mais grave e que, portanto, requer um tratamento mais intensivo, até mesmo para que ela seja mais eficaz.

Portanto, a melhor coisa a se fazer é sempre manter o acompanhamento com o seu médico, de modo que ele possa fazer as devidas orientações.

Como é a dor de uma gastrite?

A gastrite é uma inflamação do revestimento do estômago que pode causar dor e desconforto no abdômen.

No entanto, a dor de uma gastrite pode variar de leve a grave, sendo que o paciente ainda pode sentir a dor em diferentes regiões do estômago.

Os sintomas comuns da gastrite incluem dor abdominal, náusea, vômito, perda de apetite e sensação de queimação no estômago.

A dor da gastrite geralmente é descrita como uma dor ardente ou uma sensação de queimação no estômago que pode piorar após comer ou beber.

Mas, em alguns casos, a dor da gastrite pode ser semelhante à dor de uma úlcera péptica, que é uma ferida no revestimento do estômago ou do duodeno.

Em relação à dor da úlcera péptica, ela tende a se concentrar na região superior do abdome. No entanto, é possível obter alívio através da alimentação correta e uso de antiácidos.

Então, se você está experimentando dor persistente no estômago, é fundamental procurar ajuda médica para obter um diagnóstico preciso e um tratamento adequado.

O tratamento da gastrite pode incluir medicamentos para reduzir a inflamação e a produção de ácido estomacal, bem como mudanças no estilo de vida, como evitar alimentos irritantes e reduzir o estresse.

Quais são os sintomas da dor persistente no estômago?

Os sintomas da dor persistente no estômago podem variar de pessoa para pessoa, mas geralmente são os seguintes:

  • Dor na região abdominal superior;
  • Náusea;
  • Vômito;
  • Perda de apetite;
  • Sensação de inchaço ou plenitude;
  • Indigestão;
  • Azia.

Como é feito o diagnóstico da dor persistente no estômago?

O diagnóstico da dor persistente no estômago geralmente começa com um exame físico e uma revisão dos sintomas do paciente.

Contudo, o médico também pode realizar testes adicionais, como:

  • Endoscopia;
  • Testes de sangue;
  • Ultrassonografia;
  • Tomografia computadorizada (TC);
  • Ressonância magnética (RM).

Como é feito o tratamento da dor persistente no estômago?

O tratamento da dor persistente no estômago depende da causa subjacente, haja vista que para cada causa existe um tratamento adequado.

Mas, dentre as formas de tratamento mais comuns, podemos mencionar os seguintes:

Medicamentos

Muita gente obtém um grande alívio das dores apenas através do uso correto de alguns medicamentos. No entanto, apenas o médico é quem deve indicar qual é o melhor medicamento.

No entanto, os inibidores da bomba de prótons podem ser bem úteis para tratar úlceras pépticas e refluxo gastroesofágico.

Já os antiácidos, por exemplo, podem se tornar bem úteis para aliviar a azia e a indigestão. Os antibióticos podem ser usados para tratar infecções bacterianas que causam gastrite.

Alterações no estilo de vida

Alterações no estilo de vida também podem ajudar a tratar a dor persistente no estômago. Por exemplo, evitar alimentos picantes, gordurosos ou ácidos pode ajudar a reduzir a dor e a indigestão.

Reduzir o consumo de álcool e parar de fumar também pode ajudar. Além disso, praticar exercícios regulares e gerenciar o estresse pode ajudar a reduzir os sintomas da dor persistente no estômago.

Cirurgia

Em casos raros, a cirurgia pode ser necessária para tratar a dor persistente no estômago. Por exemplo, em casos graves de úlcera péptica, pode ser necessário remover uma parte do estômago ou do duodeno.

Mas, em casos ainda mais graves de câncer de estômago, pode ser necessário remover todo ou parte do estômago.

Prevenção da dor persistente no estômago

Algumas medidas podem ser tomadas para prevenir a dor persistente no estômago. Algumas dicas são as seguintes:

  • Evitar alimentos picantes, gordurosos ou ácidos;
  • Comer refeições menores com mais frequência em vez de refeições grandes;
  • Evitar deitar logo após as refeições;
  • Reduzir o consumo de álcool e parar de fumar;
  • Gerenciar o estresse;
  • Manter um peso saudável;
  • Fazer exercícios regulares.

Quando uma dor no estômago é preocupante?

Quando uma dor no estômago é preocupante
Quando uma dor no estômago é preocupante

A dor no estômago pode variar de leve a grave e pode ser causada por uma variedade de fatores, como indigestão, gases, infecções ou inflamações.

Na maioria dos casos, a dor no estômago não é motivo de preocupação e desaparece sozinha em alguns dias.

No entanto, existem alguns sinais de alerta que indicam que a dor no estômago pode ser preocupante e exigir atenção médica imediata. Esses sinais são os seguintes:

  1. Dor intensa e súbita no abdômen que piora rapidamente;
  2. Sangramento retal ou vômito com sangue;
  3. Febre alta;
  4. Dificuldade para respirar;
  5. Desmaio ou tontura;
  6. Dor no peito ou no pescoço;
  7. Inchaço abdominal;
  8. Perda de peso inexplicável.

Se você experimentar algum desses sintomas, o mais adequado é procurar ajuda médica o quanto antes for possível.

Afinal de contas, esses sintomas podem ser indicativos de uma condição mais grave, como uma úlcera perfurada, apendicite, pancreatite ou câncer de estômago.

O diagnóstico precoce e o tratamento adequado podem ajudar a prevenir complicações e melhorar a recuperação.

Tratamento para Dor Persistente no Estômago em Goiânia

Se você está enfrentando dor persistente no estômago e se encontra em Goiânia ou tem a possibilidade de se deslocar até esta cidade, saiba que existe uma solução especializada e acessível para o seu caso.

Compreender a origem dessa dor é fundamental para um tratamento eficaz, e em Goiânia, você tem a oportunidade de ser atendido por um especialista renomado no assunto.

Agende sua consulta com o Dr. Thiago Miranda Tredicci, um profissional experiente que oferece uma abordagem detalhada e personalizada para cada paciente.

Com anos de experiência no diagnóstico e tratamento de condições que causam dor no estômago, o Dr. Thiago Tredicci irá ajudá-lo a encontrar as respostas e o alívio que você procura.

Para marcar sua consulta e dar o primeiro passo em direção a um tratamento eficaz, basta entrar em contato.

A equipe do Dr. Thiago Miranda Tredicci está pronta para atendê-lo e oferecer toda a assistência necessária.

Não deixe que a dor persistente no estômago atrapalhe sua qualidade de vida. Faça sua consulta hoje mesmo e comece sua jornada para um bem-estar duradouro.

Conclusão

Como você pôde notar, a dor persistente no estômago é uma condição comum que pode ser causada por várias condições médicas.

No entanto, é de fundamental importância procurar um médico se a dor persistir por mais de algumas semanas.

O tratamento depende da causa subjacente da dor, mas pode incluir medicamentos, alterações no estilo de vida e, em casos raros, cirurgia.

Além disso, algumas medidas podem ser tomadas para prevenir a dor persistente no estômago, como evitar alimentos picantes e gordurosos, comer refeições menores com mais frequência e gerenciar o estresse.

Perguntas frequentes sobre dor persistente no estômago

Em relação às dúvidas mais comuns sobre dor persistente no estômago, podemos mencionar as seguintes:

Quais são as principais causas da dor persistente no estômago?

As principais causas da dor persistente no estômago incluem úlcera péptica, refluxo gastroesofágico, gastrite, pancreatite e câncer de estômago.

Como é feito o diagnóstico da dor persistente no estômago?

O diagnóstico da dor persistente no estômago geralmente começa com um exame físico e uma revisão dos sintomas do paciente.
O médico também pode realizar testes adicionais, como endoscopia, testes de sangue, ultrassonografia, tomografia ou outros exames de imagem.

A dor persistente no estômago pode ser tratada com remédios caseiros?

Remédios caseiros, como chás de ervas, podem ajudar a aliviar a dor e a indigestão leves, mas não são uma solução para a dor persistente no estômago.
O mais adequado é sempre procurar um médico para obter um diagnóstico preciso e um tratamento adequado.

É possível prevenir a dor persistente no estômago?

Algumas medidas podem ser tomadas para prevenir a dor persistente no estômago, como evitar alimentos picantes, gordurosos ou ácidos, comer refeições menores com mais frequência, gerenciar o estresse e manter um peso saudável.

É possível curar a dor persistente no estômago?

A cura da dor persistente no estômago depende da causa subjacente da dor. Algumas causas, como úlceras pépticas e refluxo gastroesofágico, podem ser tratadas com medicamentos e alterações no estilo de vida. Em casos graves, pode ser necessária cirurgia.

Siga-Me :
Compartilhe :
Dr. Thiago Tredicci
Dr. Thiago Tredicci

Dr. Thiago Tredicci, Gastroenterologista e Cirurgião do Aparelho Digestivo. Experiente em cirurgia geral. CRM GO 12828, RQE 8168 e 8626.