Compreender se um gastroenterologista faz cirurgia e todas as condições que esse especialista trata é importante para todos.

Ao longo de toda a minha experiência, pelo menos 70% dos meus pacientes têm essa dúvida, e é exatamente por isso que resolvi elaborar esse material, com o objetivo de explicar o que faz um gastro e se ele realiza procedimentos cirúrgicos.

Mas já posso adiantar que o gastroenterologista lida com problemas digestivos, dos mais simples aos mais complexos.

Continue lendo e descubra quais os procedimentos realizados pelo médico gastroenterologista e sua importância no tratamento do aparelho digestivo.

Gastroenterologista Faz Cirurgia?

Na verdade, o gastroenterologista não faz cirurgia, embora trate de doenças do sistema digestivo. Cabe ao gastrocirurgião a realização de cirurgias, por exemplo, de esôfago, estômago, intestinos, fígado e pâncreas.

Gastroenterologista: Sua Importância na Medicina Atual

O gastroenterologista tem um papel crucial no momento do diagnóstico. E dependendo do caso, a habilidade do gastrocirurgião é necessária. No Brasil, temos mais de três mil deles registrados pelo CFM.

Procedimentos Cirúrgicos e Não Cirúrgicos na Gastroenterologia

Na gastroenterologia, os procedimentos cirúrgicos e não cirúrgicos incluem:

  • Endoscopias diagnósticas e terapêuticas;
  • Cirurgias laparoscópicas para doenças benignas do sistema digestivo;
  • Intervenções cirúrgicas para o tratamento de cânceres gastrointestinais.

Integração da Gastroenterologia com Outras Especialidades

A medicina interdisciplinar é fundamental, especialmente por olhar o paciente na sua integralidade. Nesse contexto, o gastrocirurgião trabalha com muitos especialistas, de forma a assegurar aos pacientes uma cirurgia gastrointestinal segura.

A colaboração inclui exames complexos e trabalho em equipe para a melhor recuperação possível.

O Papel do Gastrocirurgião no Tratamento do Aparelho Digestivo

Gastrocirurgiões são fundamentais para tratar problemas digestivos, desde questões simples até câncer, com uma importante função na recuperação da saúde dos pacientes.

Confira alguns procedimentos em que o gastrocirurgião é peça chave:

  • Cirurgias oncológicas, que envolve remover tumores de áreas como esôfago, estômago ou intestinos.

  • Em transplantes de órgãos, como fígado e pâncreas, onde avaliam os candidatos e fazem a cirurgia de transplante.

No entanto, a cirurgia digestiva não é só para grandes problemas. Inclui muitos procedimentos menores, com altas taxas de sucesso e poucos riscos após a operação, tais como:

  1. A hernioplastia hiatal laparoscópica é uma cirurgia mais simples. Ela ajuda na rápida recuperação do paciente.

  2. A colecistectomia é comum na gastrocirurgia. Trata problemas da vesícula biliar com técnicas pouco invasivas.

Assim, a atuação dos gastrocirurgiões é crucial. Eles oferecem um tratamento completo para quem tem doenças digestivas, o que resulta em uma melhor qualidade de vida e sobrevida dos pacientes.

Formação e Especializações na Área de Gastroenterologia Cirúrgica

Para se tornar um especialista em cirurgia de gastroenterologia, o primeiro passo é fazer uma residência médica em Cirurgia do Aparelho Digestivo.

Esse percurso é desafiador, mas traz grandes recompensas. Ele prepara os médicos com precisão e conhecimento para operações bem-sucedidas e para cuidar da saúde dos pacientes.

A Residência Médica em Cirurgia do Aparelho Digestivo

A formação de um especialista em gastroenterologia cirúrgica é intensa. Durante os quatro anos de residência médica, o futuro cirurgião vivencia muitas experiências que o prepara para enfrentar condições cirúrgicas complexas e se destacar em sua carreira.

Ao longo da residência, o profissional adquire:

  • Aprendizado prático com acompanhamento e realização de cirurgias;
  • Gerenciamento do pré e pós-operatório de pacientes;
  • Habilidades em ambientes de alta pressão;

Esse período é vital para desenvolver o conhecimento e a prática, essenciais em gastroenterologia cirúrgica.

Subespecialidades e Aprimoramentos Profissionais

Após a residência, os médicos continuam aprendendo. Considerando que as técnicas e tratamentos em cirurgia estão continuamente evoluindo, isso exige educação e especialização contínuas.

Por exemplo, os gastrocirurgiões se aprofundam em áreas como a cirurgia oncológica gastrointestinal, bem como se dedicam à cirurgia bariátrica, importante devido ao aumento da obesidade no nosso país.

Além disso, a qualificação em transplantes é vital, pois salva vidas e demanda precisão e conhecimento especializado.

Portanto, buscar subespecializações é importante na carreira do médico, tornando-o um especialista em cirurgia de gastroenterologia mais completo, o que impacta diretamente o cuidado oferecido aos pacientes.

Rotinas e Subespecialidades: O Dia a Dia do Gastrocirurgião

As rotinas do gastrocirurgião variam muito, assim como as doenças digestivas tratadas. Eles podem trabalhar com diversos procedimentos e problemas de saúde, dependendo da área em que se especializam.

Dependendo da sua especialidade, a rotina pode ser mais tranquila ou ele terá que enfrentar os desafios das emergências.

Por exemplo, quem faz cirurgias bariátricas geralmente tem um dia a dia mais previsível. Já os especialistas em câncer digestivo podem precisar lidar com situações urgentes imprevistas.

Confira abaixo a rotina de um gastrocirurgião:

  • Quem foca em cirurgias ambulatoriais, geralmente trabalha em horário comercial e tem uma rotina mais previsível;
  • Os envolvidos em plantões e urgências encaram um dia a dia dinâmico, atendendo as demandas conforme aparecem;
  • Profissionais de transplantes e cirurgias oncológicas enfrentam uma carga intensa de trabalho, muitas vezes incluindo cuidado crítico pós-cirúrgico.

O local de trabalho também influencia muito as atividades do gastrocirurgião, pois podem atuar em hospitais públicos ou privados, clínicas ou centros cirúrgicos. Essa escolha impacta nos procedimentos feitos e como trabalham em equipe.

Independentemente do local de trabalho, o gastrocirurgião segue determinadas diretrizes:

  1. Discussão de casos clínicos em equipe interdisciplinar.
  2. Realização de exames diagnósticos avançados, como endoscopias.
  3. Preparo para a cirurgia, o ato cirúrgico e cuidados depois.

Apesar dos desafios, os gastrocirurgiões veem na variedade de subespecialidades a chance de se dedicarem ao que têm mais habilidade. Assim, ajudam a fazer a medicina digestiva avançar no Brasil.

Mercado de Trabalho: Perspectivas e Oportunidades para Gastrocirurgiões

O campo da gastroenterologia está sempre mudando, com muitas chances para quem é da área, com um grande futuro para quem é especializado em problemas digestivos e assim, esses profissionais podem se destacar ainda mais.

Demanda e Remuneração na Gastroenterologia Cirúrgica

A remuneração de um gastrocirurgião varia por vários motivos. No Brasil, o salário médio é de cerca de R$ 8.908,67 para trabalhar 31 horas por semana. Quem possui subespecialidades os salários são mais altos, pois lida com casos mais complexos.

O Impacto da Localidade na Carreira de Gastrocirurgião

Na medicina, onde você trabalha afeta muito seu dia a dia e seus ganhos. Nas grandes cidades, há mais casos e melhor remuneração. Por outro lado, em cidades pequenas, a complexidade dos casos e o salário são menores.

Intervenções Cirúrgicas em Gastroenterologia: Tipos e Casos Comuns

Os procedimentos cirúrgicos na gastroenterologia são vitais para tratar diversas doenças do aparelho digestivo.

Eles variam desde remoções simples de pólipos até cirurgias complexas contra o câncer gastrointestinal, as quais são importantes para manter a saúde e melhorar a vida dos pacientes.

Algumas operações frequentes são a retirada da vesícula biliar e do apêndice, ambas com grande sucesso.

Por fim, a cirurgia para problemas gastrointestinais também inclui o tratamento de doenças inflamatórias, obstruções e hérnias. Esses casos precisam de um cirurgião especializado e cuidadoso.

Tecnologias e Avanços nos Procedimentos Cirúrgicos Gastrointestinais

A cirurgia laparoscópica e a robótica estão revolucionando as operações na gastroenterologia. A laparoscopia faz cortes menores, reduzindo o risco de infecção e o tempo de recuperação.

Já a cirurgia robótica melhora a precisão em procedimentos difíceis, afetando menos o corpo do paciente.

A Participação do Paciente e o Pós-operatório em Cirurgias de Gastro

Após a cirurgia, a participação do paciente é fundamental para sua recuperação. Isso inclui cuidados com a dor, alimentação e apoio psicológico.

Assim, o paciente pode voltar à sua rotina de forma segura. As equipes multidisciplinares trabalham para garantir uma boa recuperação, evitando novos problemas ou a necessidade de retornar ao hospital.

Conclusão

Entendendo agora que é o gastrocirurgião quem faz cirurgia e não o gastroenterologista, é importante ter em mente que ambos trabalham em parceria, juntamente com outros profissionais de saúde.

Dentro da gastroenterolgista cirúrgica, existem diversas especialidades, como a cirurgia bariátrica, câncer gastrointestinal, bem como a retirada de vesícula biliar e apêndice.

Com o surgimento de novas tecnologias e técnicas cirúrgicas, como a laparoscopia e a cirurgia robótica, há um menor risco de infecção e recuperação mais rápida do paciente.

O mais importante é o paciente contar com o suporte de um profissional especializado, capaz de fornecer um diagnóstico correto e em casos de cirurgias, estar sempre atualizado com as últimas inovações da área.

Isso garante o sucesso da cirurgia e consequentemente, uma ótima recuperação!

FAQ

O gastroenterologista pode realizar cirurgias?

Gastroenterologistas são médicos focados em tratar problemas digestivos sem cirurgia. Eles precisam de treinamento adicional para operar, como gastrocirurgiões ou cirurgiões gerais.

Quais são as principais subespecialidades em gastroenterologia cirúrgica?

As subespecialidades incluem cirurgia gastrointestinal para câncer, cirurgia para obesidade, cirurgias no fígado e pâncreas e transplantes digestivos.

Quais procedimentos um gastrocirurgião realiza?

Eles fazem muitas cirurgias. Isso vai desde cirurgias laparoscópicas simples até transplantes e cirurgias de câncer digestivo.

O que é necessário para se tornar um gastrocirurgião no Brasil?

Primeiro, termina-se Medicina. Depois, faz-se residência em Cirurgia Geral. E, por fim, especializa-se em Cirurgia Digestiva.

Como é a rotina de um gastrocirurgião?

A rotina varia muito. Eles fazem cirurgias programadas, emergências, atendem pacientes e cumprem plantões. O que fazem depende da sua subespecialidade.

Qual é a média salarial de um gastrocirurgião no Brasil?

A média salarial deles no Brasil é em torno de R$ 8.908,67. Isso para uma jornada de 31 horas semanais, dados de 2022 a 2023.

Quais fatores influenciam a escolha da localidade para trabalhar como gastrocirurgião?

Essa escolha pode depender da oferta de subespecializações, demanda médica, complexidade dos casos e salário.

Quais tecnologias têm impactado as cirurgias gastrointestinais?

Tecnologias como cirurgia robótica e avanços em laparoscopia melhoram a precisão. Elas também reduzem o tempo de recuperação dos pacientes.

Como é o pós-operatório em cirurgias de gastroenterologia?

O pós-operatório requer cuidado intenso. A equipe se dedica a minimizar a dor e acelerar a recuperação, evitando complicações.

Dr. Thiago Tredicci, Gastroenterologista e Cirurgião do Aparelho Digestivo. Experiente em cirurgia geral. CRM GO 12828, RQE 8168 e 8626.